Tigela da Anita

Quarta-feira é dia de… depoimento! Hoje o depoimento é da fofa da Mari, proprietária da Panela da Bela. O depoimento dela foi enviado por meio de áudio, porque, como os biscoitos da Panela da Bela são diferentes, o depoimento dela também tinha de ser! Todas as fotos mostrando o antes e o depois da Anita também foram cedidas pela Mari.

Segue abaixo texto baseado no relato da Mari e sua experiência com a tigela da Anita.

Desde que a Anita chegou, pequenininha, começou a apresentar problemas alérgicos. Ela vivia tomando corticóides indicados pelo médico que não acredita em AN. Ela passou por diversos remédios, pomadas e a situação só se agravava.

Depoimento-Mari-Anitta-Antes-01
A veterinária responsável da Panela da Bela avaliou a pug e indicou uma dieta hipoalergênica já baseada na Alimentação Natural Caseira. A troca da ração pela AN foi um processo lento e gradual que logo começou a apresentar seus resultados. As manchas que antes eram grandes e que faziam a pequena sofrer muito com a coceira começaram a diminuir. Tudo aquilo que acabava resultando em feridas que só se tornavam maiores e mais feias a cada dia, cada pequeno machucadinho que se formava e que, em pouco tempo, virava uma ferida enorme que não fechava, foram desaparecendo aos poucos.

Depoimento-Mari-Anitta Depois 03-02

Depoimento-Mari-Anitta Depois 02-01

Depoimento-Mari-Anitta Depois 01-01
Hoje, Anita só come AN, não apresenta mais as manchas na pele, teve diminuição na queda do pelo, que agora é abundante e cheio de brilho.
Anita deixou de ser aquela cachorrinha que sofria com a coceira para se tornar a garota-propaganda da Panela da Bela e orgulho máximo de sua tutora.

Depoimento-Mari-Anitta -Garota-01

Faça como a Mari e compartilhe sua experiência conosco! Envie um e-mail para depoimento@caolinaria.com.br, com sua história e fotos do seu pet!

  3 comments for “Tigela da Anita

  1. Michele
    6 de julho de 2016 at 00:53

    Boa noite! Meu pug está cheio de feridas, já fizemos de tudo, troquei de veterinária mais de 3 vezes e ele continua com as feridas, já não sei o que fazer…gostaria de saber se pode me ajudar, aguardo seu retorno!

    • Cãolinária
      6 de julho de 2016 at 12:57

      Olá, Michele.
      A conversa com um veterinário de sua confiança deve ser o primeiro passo. As feridas podem ser causadas por inúmeros fatores, desde estresse, passando por alimentação e até outros problemas mais sérios.
      Se você acredita que seja consequência da alimentação, tente conversar com um veterinário nutrólogo para que ele possa prescrever a dieta do seu bebê direitinho. Tendo a dieta prescrita, a Cãolinária dispõe de serviços que poderiam ajudá-la bastante!
      Um grande abraço de toda nossa equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: