Pé de Galinha

AN Crua com Ossos 01-01

Cães que fazem uso da AN se esbaldam quando recebem ossos como alimento. Sim, eles são apaixonados por tamanha delícia.

Isso porque os ossos, além de remetê-los ao seu instinto de caça e presa, são extremamente palatáveis e saborosos.
Na nossa dica de petisco natural e saudável apresentamos um desses super ossos que são os pés de galinhas, mas como prepará-los?

Para quem ainda não viu (e pra quem já viu e se apaixonou, como nós), aqui está o programa especialíssimo sobre o pé de galinha.


As observações feitas pela Dra. Daniela Branco são importantíssimas. Por isso, vale a pena ressaltá-las:

  • Nunca oferecer ossos a cães que pesam menos de 5kg – nesses casos os ossos não são seguros;
  • Deve-se retirar as unhas mantendo a sua segurança;
  • Manter por, no mínimo, 3 dias no freezer em uma temperatura inferior a -18°C para fazer a higiene profilática (higiene profilática = matar vermes e bactérias que possam estar presentes na carne crua);
  • O descongelamento, antes de servir, deve ser feito por, no máximo, 24 horas em geladeira. Mais que 24 horas em geladeira pode causar contaminação da carne;
  • Sempre observar o cão ao oferecer ossos para ele, prevenindo assim os engasgos e acidentes;
  • Tutores que tem mais de um cão devem oferecer os ossos separadamente para evitar brigas e disputas.

Já seus benefícios são imensos:

  • Previne o tártaro e placas, mantendo assim a limpeza dos dentes;
  • Reduz o mau hálito, chegando a eliminá-lo;
  • Seu custo é bem baixo, tendo sua compra bastante acessível;
  • É rico em cálcio, minerais, colágeno;
  • Rico também em condroitina, que previne e auxilia em problemas como artrose em cães de grande porte, que fazem muita atividade física, e nos idosos. A condroitina ajuda a evitar a degeneração das cartilagens, contribuindo para maior elasticidade absorvendo impactos sofridos pelas articulações.

 

Lembre-se de consultar um veterinário ou zootecnista que irá fazer a introdução adequada desse tipo de alimento, assim como prescrever a quantidade correta para seu peludinho.

  41 comments for “Pé de Galinha

  1. zenayde martins
    18 de abril de 2015 at 00:32

    Amei conhecer o caolinária!!
    Bom…gostaria de saber se fígado e moela de galinha devem ser dados crus ou cozidos…pois eu estava dando pé de galinha cozido…
    O cãozinho é uma vira lata que resgatei da rua, há 5 anos. Obrigada,vou aguardar resposta.

    • Cãolinária
      20 de abril de 2015 at 09:44

      Oi Zenayde! Seja muito bem vinda à Cãolinária! Você pode oferecer o fígado cru e a moela crua também, sempre de acordo com as indicações do veterinário sobre a quantidade ideal na dieta do seu cãozinho. Um abraço! 🙂

  2. Adriana
    20 de junho de 2015 at 12:18

    Oi Renata! Estou introduzindo a alimentação natural nos meus shitzus e fiquei na dúvida se devo lavar os pés de galinha antes de congelar. Parabéns pelo programa, estamos adorando! Um abraço!

    • Cãolinária
      23 de junho de 2015 at 18:05

      Oi Adriana, é importante lavar os pés de galinha, sim. Um abraço!

  3. andrea
    31 de julho de 2015 at 12:13

    Boa tarde!

    Adoro esse site.
    Gostaria de saber se posso oferecer ao meu lhasa o pe de galinha , moela e figado cozidos.

    • Cãolinária
      2 de agosto de 2015 at 21:02

      Oi Andrea, tudo bem? Que bom que você gosta do conteúdo do nosso site, adoramos receber mensagens. O veterinário do seu lhasa irá te informar se o mesmo pode fazer uso da moela e fígado, ok? Cada animal é único e pode ter restrição alimentar, caso não tenha, ele vai adorar! 🙂

  4. Gisela
    28 de fevereiro de 2016 at 10:15

    Parabéns, por esse trabalho maravilhosa, acabei de conhecer cão linária e estou adorando!!!, uma dúvida posso dar o pé de galinha todos os dias no lugar dos petiscos?, pois todos os dias de café da manhã dou aos meu cachorros “ossinhos”(comprados em pets)

    • Cãolinária
      1 de março de 2016 at 14:04

      Obrigada pelo contato, Gisela.
      Os pés de galinha não devem ser dados todos os dias, se os ossos não fazem parte da dieta do seu bichinho.
      Vale lembrar que ao ingerir uma quantidade de cálcio muito grande faz mal a saúde do animal e também, oferecida de forma desproporcional eles ressecam as fezes.
      Antes de oferecer alimentos que não fazem parte da dieta deles, entre em contato com o médico veterinário responsável por seus bichinhos para que ele te oriente conforme a quantidade ideal, baseada no peso e saúde.
      Em nosso site temos alguns petiscos que podem ser substituídos pelos “ossinhos industrializados”.
      Também aceitamos encomenda de petiscos 100% naturais, funcionais, 0% gluten.
      Caso more em SP, entre em contato com a gente pelo email: contato@caolinaria.com.br te enviamos as opções.
      Teremos prazer em ajudar.
      Um beijinho pra vc e para seus filhos.

      • Joel Alberto Fernandes
        11 de janeiro de 2017 at 17:46

        Oi Dra Dani aqui e o Joel. Tenho uma Weimaraner e gostaria de saber se posso dar uns 2 a 3 pés por dia. Ela tem 40k e 9 anos.
        Adorei o teu blog/site.

      • Joel Alberto Fernandes
        11 de janeiro de 2017 at 17:50

        Tenho uma Weimaraner e gostaria de saber se posso dar uns 2 iou 3 pés por dia. Ela pesa 40k / 9 ano.
        Adorei o teu espaço

        • Joel Alberto Fernandes
          11 de janeiro de 2017 at 17:51

          *Anos

          • Cãolinária
            15 de janeiro de 2017 at 20:49

            Olá, Joel! Tudo bem?
            O melhor a fazer é conversar com o profissional veterinário responsável pela saúde da sua cachorrinha. Somente o veterinário ou o zootecnista podem informar a quantidade permitida ao dia.
            um abraço!

  5. Gisela
    28 de fevereiro de 2016 at 10:17

    Adorei seu trabalho, Parabéns! e os gatos?, pois tenho cachorros e gatos, teria algum petiscos natural para gatos??/

    • Cãolinária
      29 de fevereiro de 2016 at 21:37

      Olá, Gisela!
      Ficamos muito felizes com sua visita e seu elogio.
      Temos petisco natural para gatinhos, sim. Já deu uma olhadinha na Receita de Hambúrguer de Abóbora da Mercedes?
      Se seus gatinhos não possuírem restrições alimentares, garantimos o sucesso de crítica e público! hahaha
      Um grande abraço!

  6. monica
    12 de março de 2016 at 12:54

    Oi, gostaria de saber se a moela ( crua), tem que tirar aquela parte branca ,ou nao?

    • Cãolinária
      16 de março de 2016 at 15:17

      Olá, Monica. Tudo bem contigo?
      A parte branca da moela não precisa ser retirada, mas vale lembrar que carnes cruas devem passar pelo procedimento de congelamento para esterilizar em relação a micro-organismos (por 3 dias no freezer e mais 24 horas para descongelamento em geladeira) e só devem ser oferecidas ao animal com o aval do veterinário/zootecnista.

  7. 26 de março de 2016 at 10:51

    Minha duvida: preciso tirar a pele do pe de galinha e posso aferventar,ao inves de congelar

    • Cãolinária
      2 de abril de 2016 at 11:07

      Oi, Maria do Rosario! Tudo bem?
      A pele não deve ser retirada e o pé de galinha não deve ser aferventado para não causar problemas na digestão do animal, causando engasgo.
      Se tiver mais dúvidas, pode entrar em contato conosco por e-mail contato@caolinaria.com.br

  8. 26 de março de 2016 at 10:54

    Desculpe esse monte de pergunta, é que agora que estou aprendendo a lidar com computador…erro muito

    • Cãolinária
      2 de abril de 2016 at 11:07

      Tudo bem 🙂

  9. cristina leite
    3 de abril de 2016 at 15:35

    Adorei essa matéria, eu as vezes dou pés de galinha para o meu cão só que eu dou cozido, sem tempero nenhum claro…..será que tem alguma problema por ser cozido?

    • Cãolinária
      9 de abril de 2016 at 12:50

      Olá, Cristina! Tudo bem?
      Se você oferece o pé de galinha cozido com o osso, há risco de perfuração de esôfago.
      Fique atenta a isso.
      Um abraço!

  10. 7 de maio de 2016 at 21:37

    Olá! Meu cachorro tem 15 anos, e pensei em dar os pés de galinha cozidos na pressão e depois triturados no liquidificador e peneirado para fortalecer a coluna do meu cãozinho, pois com a idade, tenho percebido ele menos ativo. Obs: ele já toma uma vitamina industrializada. Queria substituir por uma natural.

    • Cãolinária
      9 de maio de 2016 at 17:38

      Olá, Marcia! Tudo bem?
      Levamos esta dúvida para o veterinário que é nosso parceiro. Assim que tivermos uma resposta, enviaremos um e-mail a você.
      Agradecemos por sua dúvida!

  11. José Carlos Paixão
    21 de maio de 2016 at 18:03

    O meu cachorro é um pastor alemão, ele esteve internado e foi diagnosticado com artrose, estou dando pé de galinha cozido na pressão. Ele iniciou tmb acupuntura na coluna, eu quero muito ver meu animal bem outra vez. Será que ele precisa tomar algum medicamento para a artrose?

    • Cãolinária
      25 de maio de 2016 at 07:26

      Oi, José Carlos! Tudo bem?
      Esperamos que seu meninão esteja bem, dentro do possível.
      É imprescindível que converse com o veterinário dele sobre oferecer o pé de galinha cozido, viu? Ele também saberá indicar o melhor medicamento ao seu rapazote.
      Estamos aqui torcendo pela melhora dele!
      Um grande abraço de toda nossa equipe

  12. Márcio Toledo
    26 de julho de 2016 at 17:11

    Boa tarde!! Tenho um (Pastor Alemão – Fêmea) e um (Labrador – Fêmea). Ambas tem 12 anos e já apresentam problemas nas articulações. Ministro para cada uma, um comprimido de CONDROMAX 1000 pela manhã e um a noite. Cozinho em torno de 2kg de (pé de galinha) na pressão, bato e trituro tudo em um liquidificador e torna se uma pasta (um mingau). Congelo em (copinho de café descartável) e coloco junto com a ração pela manhã e pela noite. Basta pegar a quantidade do (copinho) e colocar 2 minutos no micro ondas e misturar com a ração. É visível a melhora, a coordenação motora dos cães!! E dias alternados, (um sim e um não) apenas na ração servida a noite; coloco um patê elaborado com duas cenouras e duas beterrabas e uma porção de fígado de galinha cozidos, misturados a ração. Vale a pena ver os amados “pet’s” chegarem a essa idade com uma excelente qualidade de vida.

    • Cãolinária
      29 de julho de 2016 at 13:55

      Muito legal o seu cuidado com suas meninas. 🙂

    • dinda do Breno
      30 de julho de 2016 at 12:34

      Oi Márcio! O meu Labrador, Tobi fará este ano 16 anos. Ele faz acupuntura 1 x por semana para melhorar os problemas de articulação que veio com a idade. A vet falou para dar pés de galinha. Comprei alguns para fazer um teste. Queria saber qtos minutos na pressão para que fiquem no ponto correto para serem batidos. E tbem gostaria de saber: depois de qto tempo vc percebeu as melhoras nos seus dogs? Abraço! 🙂

  13. Diogo Bazilio
    19 de agosto de 2016 at 15:33

    Adorei de mais seu site, porem vi essa postagem sobre pe de galinha e me tirou uma grande duvida, agora tenho mais uma se poder me ajudar ficaria grato.
    pescoço de galinha, ovos poderei dar ao pitbull cru? e quantas vezes por semana posso dar essa alimentação a ela,

    • Cãolinária
      5 de setembro de 2016 at 19:01

      Olá, Diogo. O melhor a fazer é consultar o veterinário responsável pela saúde da sua danadinha para que ele avalie se ela pode ingerir estes alimentos e qual a periodicidade adequada ao estilo de vida dela. Um abraço.

  14. jose carlos
    9 de setembro de 2016 at 16:23

    dou pe de galinha e moela todos cozidos sem tempero meu cachorro pesa 3 kls sera que isso nao ingorda

    • Cãolinária
      9 de setembro de 2016 at 19:01

      Jose Carlos, Boa Noite. Vale uma conversa com o veterinário do seu cachorrinho, pois ossos não deveriam ser oferecidos para animais com menos de 5kg por riscos de engasgos. Também não deveriam ser oferecidos cozidos.
      Bata um papo com o médico veterinário do seu animalzinho que ele poderá orientá-lo quanto à melhor alimentação para seu bichinho. 🙂
      Um grande abraço de toda nossa equipe.

  15. atilio silva.
    13 de setembro de 2016 at 19:07

    Eu dou pé de galinha cozinhada a meu viralata de 10 Kls., gostaria de saber se vai fazer mal para ele,. muito obrigado eu estou esperando a resposta.

    • Cãolinária
      14 de setembro de 2016 at 14:02

      Olá, Atilio! Tudo bem?
      O cozimento de ossos não é recomendado para evitar riscos de engasgamento e perfuração de órgãos. Vale a pena bater um papo com o veterinário de sua confiança!
      Agradecemos por seu comentário!
      Um grande abraço.

  16. rosangela
    26 de outubro de 2016 at 10:55

    Faz 1 mes que ofereço pes de galinha para Minha Golden, dou de mnhã e a noite, ela gosta mt no principio fiquei um pouco assustada com medo dela engasgar, hoje percebo que o tartaro dela diminuiu bastante. Troque o famoso Bifinho pelos pes de galinhas Crus.

    • Cãolinária
      26 de outubro de 2016 at 14:52

      Oi, Rosangela! Que ótima notícia!
      No início, é realmente meio assustador. hahaha Mas é impressionante como esses bichinhos manjam do jeito certinho como comê-los, né?
      Um abraço em você e na sua peluda!

  17. Mayara
    11 de novembro de 2016 at 13:24

    Bom dia!
    Meus cães são frescos (ja tentei de todos os jeitos) e eles não comem nada cru… Vc disse que eles nao podem ser cozidos, por causa dos ossos ou tem algum outro motivo?? E Se eu cozinhar, bater depois no liquidificador para ficar uma “pasta” perde os nutrientes??
    Obrigada!!

    • Cãolinária
      1 de dezembro de 2016 at 11:38

      Olá, Mayara! Tudo bem?
      O problema de cozer ossos carnudos não é necessariamente com os ossos, mas com as cartilagens que compõem a estrutura. Algumas células cartilaginosas podem se tornar extremamente perigosas para o trato digestivo do animalzinho, podendo causar perfurações.
      O melhor a fazer é conversar com o veterinário responsável pela saúde deles para que ele possa aconselhá-la sobre o melhor procedimento.
      Um grande abraço.

  18. Julio Cesar
    7 de dezembro de 2016 at 18:31

    Boa noite,

    Conheci o Cãolinária há pouco tempo e estou achando muito interessante.
    Vou começar a oferecer ao meu Golden a geleia de pé de frango misturada com a ração, gostaria de saber a porção máxima que posso dar e quanto tempo posso deixar a geleia congelada, pois uma receita para 1 quilo de pé dá um monte de geleia.
    Obrigado!

    • Cãolinária
      13 de dezembro de 2016 at 13:01

      Olá, Julio Cesar. Nós da Cãolinária não recomendamos a mistura de alimentos naturais à ração. No entanto, achamos que o mais indicado a fazer, no seu caso, é conversar com o veterinário responsável pela saúde do seu peludão. Ele poderá orientá-lo quanto à quantidade exata e à frequência que poderá ser oferecida a geleia.
      Um grande abraço de toda nossa equipe! Agradecemos pelo elogio e ficamos muito felizes em ter sua companhia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: