Jejum dos Cães

Jejum dos Cães

Receitas - Pizzinha 04-01

 

Após introduzirmos a Alimentação Natural em nossas cachorras, descobrimos coisas fantásticas ao que diz respeito a seus organismos e resolvemos pesquisar e estudar tais acontecimento.
Cães são uma verdadeira caixinha de surpresa, aqueles que fazem uso da alimentação natural caseira são ainda mais, sempre aparecem com uma novidade e, com isso, sempre fazem com que busquemos mais informações e que fazemos questão de trocar com nossos leitores.
Afinal, estamos aprendendo juntos.
Como já falamos nos posts sobre os tipos de AN, cães descendem de lobos e esses animais maravilhosos tendem a jejuar uma vez por semana, para manter o organismo equilibrado e quebrar as toxinas que não conseguem digerir durante a digestão.
Tal jejum não é diferente em cães, muito pelo contrário. Aqueles que fazem uso da alimentação natural crua com ossos, geralmente, por sua dieta, têm a necessidade do jejum.
Mas você sabe por quê?
Cães tendem a jejuar naturalmente para melhorar a sua saúde. Aqui na Cãolinária, Nina e Norah nunca jejuaram. Norah, no máximo, diminui suas doses diárias de comidinha. No entanto, nossas lobinhas Lola e Canela têm essa necessidade ao menos uma vez ao mês. Elas simplesmente não comem, tomam bastante água e continuam levando sua vida normal, com xixi e cocô inalterados e ânimo para brincadeiras.
Não há necessidade de forçá-los a comer nem motivos para se preocupar de imediato, acredite. Estudiosos ingleses afirmam que é completamente natural a recusa da comida, principalmente quando se trata de animais extremamente saudáveis, com vacinas e vermífugos em dia e idas regulares ao veterinário.
O jejum natural pode ser percebido pela diminuição do apetite e a continuidade das atividades diárias do cão. Ele não se torna apático, não aparenta cansaço físico e continua com suas brincadeiras e correrias normalmente.
Os ingleses adeptos a Alimentação Natural Caseira acreditam que o período de um dia em jejum faz bem para o organismo, acreditam que o corpo do cão precisa desse tempo para moer e quebrar as toxinas acumuladas.
Mas lembre-se sempre, sempre, sempre de consultar seu veterinário. Se o comportamento do seu cãozinho mudar repentinamente, não só o apetite, mas a energia dele diminuir, se ele se tornar apático, aparentar cansaço, independentemente de estar com os 3V em dia (Vacinas, Vermífugos e Visitas ao veterinário), corra para o veterinário, pois ele pode não estar saudável e precisar de ajuda.

By |2015-01-12T11:05:09+00:00janeiro 12th, 2015|Alimentação Natural Caseira, Dicas, Eles comem AN|2 Comments

2 Comments

  1. Silvana Maragato 28 de fevereiro de 2018 at 07:29 - Reply

    Bom dia. Tenho um pincher de 6 anos. Desde sempre ele faz um dia de jejum. Quando era pequeno e comia ração, era ainda mais frequente. Resolvi fazer dieta caseira cozida, já a muitos anos, isso fez com que melhorasse bastante, mas mesmo assim, a cada mais ou menos 45 dias, ele fica 24 horas ou mais um pouco sem comer. Já levei em vários vet, vários exames. Tudo negativo. E quando falo do jejum para os vet, eles me olham como se nunca tivessem ouvido nada à respeito. Apesar dele depois desse período de jejum, voltar a se alimentar normalmente, ainda me preocupo muito com isso. Fico sempre apreensiva, esperando chegar o próximo período de jejum. Gostaria de saber se vc poderia me indicar alguma leitura à respeito. Até hj o único artigo tratando desse tema que encontrei foi no seu site. Desde já agradeço

    • Cãolinária 15 de maio de 2018 at 12:44 - Reply

      Olá Silvana, tudo bem? No site: cachorroverde.com.br deve ter algum artigo sobre jejum dos cães. Dê uma olhada lá no site da Dra Sylvia. Um abraço.

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.