Primeiros Socorros: Asfixia

Primeiros Socorros: Asfixia

Hoje inauguramos uma nova seção no nosso site: a de primeiros socorros básicos para eventuais acidentes domésticos. Claro que o melhor conselho a seguir ainda é “corra para o veterinário”. Mas alguns procedimentos podem salvar a vida do seu animal se executados corretamente e, importante, com calma. De nada adianta ficar desesperado. Sua calma pode significar a sobrevivência do seu animalzinho após um evento bobo que pode acontecer em casa. Afinal, nossos cães são como nossas crianças peludas. Basta um descuido para que eles aprontem, né?

Logo-primeiros-socorros

O vídeo a seguir foi encontrado pela Renata, nossa Pet Chef, e pareceu bastante didático. Infelizmente, encontra-se em inglês. Desta forma, tentamos fazer uma tradução livre do que é apresentado. Caso alguém encontre algum erro na tradução ou tenha alguma sugestão para melhorá-la, por favor, sinta-se à vontade para nos avisar, já que nossos ouvidos tradutores não são tão bons assim.

 

Dicas de Primeiros Socorros de Melanie Monteiro

Constantemente, cães utilizam suas bocas para pegar bolas, morder gravetos e ossos e, em alguns casos, para fuçar no lixo. Assim, é fácil imaginar que algo possa enroscar em suas gargantas e provocar engasgos.

Se o cachorro estiver respirando normal e se engasgar, espere um tempinho até que ele tente se recuperar sozinho, mas se ele começar a arquear o corpo, ficar ofegante, algo precisa ser feito.

Primeiramente: abra bem a boca do cão e verificar se há algo visível em sua garganta para, então, tentar remover.

Se isso não resolver, existem três técnicas que podem ser tentadas.

Virar o Cão de Cabeça pra Baixo
Elevar as patas traseiras do animal, mantendo sua cabeça para baixo, na tentativa de fazer o objeto deslizar por sua boca.
Em cães pequenos, é possível erguê-los pelas patas traseiras e chacoalhá-los. Em cães maiores, mantenha as patas dianteiras no chão, erguendo as patas traseiras.

Tapas nas Costas
Usando os “calcanhares” da mão, dê quatro ou cinco pancadinhas entre os ombros do cão, como fazemos com humanos quando se engasgam.

Manobra de Heimlich
Como nos humanos, passe seus braços ao redor da cintura do animal, segurando seus punhos e tendo certeza de que o focinho do cachorro esteja apontando para o chão. Puxe firmemente para dentro e para cima de três a quatro vezes.

Se todas as tentativas falharem, siga o mais rápido possível para o hospital veterinário, pois as vias aéreas podem estar totalmente obstruídas, dificultando a chegada de ar aos pulmões.

 

Os cães que fazem utilização das dietas:

  • crua com ossos;
  • RMB; e
  • BARF;

estão mais suscetíveis a episódios de engasgos, devido à presença de ossos. Por isso, é importante que o cão esteja tranquilo no momento de sua alimentação. Aprendendo a manter a rotina, eles farão sua alimentação de uma maneira menos eufórica.

 

By | 2014-11-13T19:14:57+00:00 novembro 13th, 2014|Alimentação Natural Caseira, Dicas, Primeiros Socorros|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment