Abobrinha

Já falamos dos benefícios da sardinha, mas você conhece os benefícios da abobrinha, grande estrela da receita gostosíssima que mereceu um programa exclusivo?

Tão comum nas nossas refeições, por que não ser introduzida também na forma de petisco? Ela é componente quase sempre vista nas tigelas preparadas por nós, da Cãolinária.

A abobrinha é de fácil mastigação. Por isso, é um dos alimentos pioneiros na introdução da Alimentação Natural Caseira aos peludinho. Além disso, também apresenta textura leve, agradável, sendo bastante palatável aos cães.

Captura de Tela 2015-04-17 às 19.39.46

Ela tem baixo valor calórico, é rica em vitaminas do complexo B (importantes ao sistema nervoso dos cães), vitamina A, potássio, fósforo, cálcio, sódio e magnésio.

Excelente fonte de fibra, apresenta cerca de 90% de água em sua composição, o que resulta na menor ingestão de líquidos pelo animal, já que ele se mantém hidratado a partir da própria alimentação.

Encontrada em várias espécies (abobrinha italiana, abobrinha brasileira, abobrinha paulista, entre outras), ainda causa um impacto visual bastante marcante, deixante a tigela ou o petisco ainda mais bonito aos olhos.

É ou não uma delícia?

  14 comments for “Abobrinha

  1. 17 de junho de 2015 at 17:38

    No meu blog tinha falado sobre isso uma vez: os cães não devem comer apenas carne: os vegetais são super importantes na dieta dos cachorros. Adorei o seu blog e o jeito como você aborda a importância de uma alimentação balanceada para os nossos pets 🙂

    • Cãolinária
      23 de junho de 2015 at 17:56

      Olá! Adoramos o comentário, curtimos que gostou do nosso espaço. Temos o maior cuidado para propagar a alimentação natural caseira da melhor maneira e ajudar os tutores a melhorar a qualidade de vida dos nossos bichinhos.
      Um abraço. 🙂

      • 25 de março de 2016 at 15:49

        Olá! Gostaria de saber, qual alimento caseiro, posso dar, para meu pitibull crescer?

        • Cãolinária
          2 de abril de 2016 at 11:08

          Oi, Rafael!
          Espero que nossa troca de e-mails tenha resolvido sua dúvida.
          Um abraço.

  2. Viviane
    28 de junho de 2015 at 09:04

    Olá Renata,meus caes estão adorando comer AN, faz uma semana que cortei a ração e já senti muita diferença, tanto no xixi que ficou bem claro e sem cheiro, quanto no cocô que sumiu o cheiro, é só benefício.
    Estou sempre no site atrás de um nová receita para meus peludos.

    • Cãolinária
      29 de junho de 2015 at 00:08

      Oi Viviane, nós da Cãolinária ficamos muito felizes com o seu comentário e como a AN tem feito bem aos seus peludinhos. Parabéns por proporcionar uma vida mais saudável a eles! Continue contando pra gente como anda a alimentação deles, adoramos ter notícias. Qualquer dúvida, entre contato conosco através do e-mail: contato@caolinaria.com.br
      Um abraço!

  3. Darlene Marcolino
    27 de julho de 2015 at 21:04

    Boa noite! !!! Gostaria de trocar a ração por alimentos, mas, não sei a quantidade, e, nem como montar um cardápio semanal, com cuidado para combinar os nutrientes!!!! Obrigada!!!

    • Cãolinária
      2 de agosto de 2015 at 21:09

      Oi Darlene, bem vinda a Cãolinária! Antes de qualquer coisa, você precisa conversar com o veterinário do seu animal para que o mesmo informe se há restrição alimentar e como será o processo da troca de um pelo outro pois é preciso um período de tempo e adaptação. São texturas, gostos e formas diferentes.
      Quando o veterinário te passar as informações, entre em contato com a gente através do email: contato@caolinaria.com.br
      Um super abraço!

  4. Fernanda
    24 de agosto de 2015 at 17:53

    Oi, Caolinaria, tambem adotei a AN uns dois meses ja para o meu shnauzer, que era extremamente alergico e que vivia a base de corticoides. Tudo passou! Está sem coceiras, seu pelo esta lindo e ele fica muito feliz quando chego com a comida. Pergunto: posso usar polenta para prepara a comida tambem ou só arroz?
    Parabens pelo trabalho! Fernanda

    • Cãolinária
      1 de setembro de 2015 at 15:41

      Oi Fernanda! Ficamos imensamente felizes quando lemos mensagens como a tua, informando como a vida do peludinho melhorou com a alimentação natural. Seu peludinho possui alguma restrição alimentar? um abraço!

  5. Luiz Eduardo
    23 de julho de 2016 at 18:33

    Parabéns pelo site! Eu adotei AN para meu labrador depois de ver um labrador de 12 anos com vários tipos de doenças decorrentes de ração mau indicada. O cardápio do meu muda todos os dias, mas, a essência e arroz integral, fubá, ovos de codorna e frango, salsa, batata, cenoura, repolho, alface, pedaços de carne de carneiro (tem bem barato Emmanuel região)ou de frango, inhame, farelo de trigo e assim vai. Todos os dias faço receita diferente e ele está mais feliz( tem 8 meses esse labrador) e mais saudável e pelo mais brilhoso( marrom a cor dele). Além disso, trabalho na área de alimentos para animais e afirmo a falta de higiene e respeito com os pets, utilizam lubrificantes a base de petróleo nas peletizadoras( onde se faz as pelotas das rações) para economizar e isso contamina a ração. Não utilizam prosutos aprovados pelo MAPA (Dipoa) e nem pela NSF (nsf.org) isso colabora é muito para a formação de tumores nos pets. É um caos, eles burlam as auditorias e usam, presto consultoria nessa área e sei bem o que é ter que ver isso todos os dias! Por isso só dou alimento natural aos meus pets!

    • Cãolinária
      29 de julho de 2016 at 13:57

      Muito legal o seu cuidado. Parabéns e agradecemos pelo elogio!

  6. Mariane Pardini
    26 de janeiro de 2017 at 12:49

    Olá boa tarde! Tenha uma Schnauzer que fica em volta do fogão quando estou preparando o almoço. Sempre acrescento abobrinha em nossas comidas, e quando eu estou picando a abobrinha, sempre dou a Líli uns pedacinhos cru, ela amaaaaa. Gostaria de saber se causa algum efeito…alergia….ela está se conçando um pouco ultimamente, aparecendo umas bolinhas pelo corpo com pus e eu não sei se pode ter haver. Desde já obrigada.

    • Cãolinária
      30 de janeiro de 2017 at 10:07

      Olá, Mariane! Bom dia. Tudo bem?
      Vamos lá…
      O profissional indicado a avaliar o que pode estar causando essa alergia à sua pequenina (qual o nome da danadinha) é o médico veterinário. Embora não conheçamos nenhum animalzinho que tenha alergia à abobrinha, cada serzinho é único e pode ter suas restrições, exatamente como funciona com os humanos.
      Aconselhamos que você converse com o veterinário responsável pela saúde da sua peludinha para que ele solicite os exames necessários a fim de identificar o vilão da alergia dela.
      Um grande abraço,
      Fernanda Seiffert
      Equipe Cãolinária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: